1906

1906

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Sporting 3 - 1 Besiktas (Slimani, Ruiz e Teo)



Espectacular. Para os rivais que não se calavam com a história dos jogos europeus, fica aqui um abraço. 

Começámos o jogo um pouco na expectativa, aguardando por espaços para conseguir o golo que dava a passagem sem esticar muito os jogadores. Não foi possível e levamos dois sustos, mais uma vez com o melhor guarda redes português a exibir-se a alto nível. 

Na segunda parte, depois de uma falha de concentração de João Pereira, sofremos um golo. A equipa sofreu, andou um pouco desorientada, mas graças a um leão que temos a jogar com o nove nas costas empatámos o jogo. O guarda redes adversário ajudou, tal como no segundo golo em que fica mal na fotografia após o remate de Ruiz. Subimos no jogo e o Besiktas caiu fisicamente, e poucos minutos depois Teo renasce da lesão e acaba com o jogo ao marcar o terceiro golo. 

O golo do colombiano mostra que é um jogador cheio de classe, e que com mais tempo vai mostrar a sua qualidade. Começo a acreditar cada vez mais neste jogador, tal como na equipa que com mais dois jogadores, um avançado ao estilo do argelino e um extremo mágico, tornará objectivo mais acessível. 

Quero deixar uma palavra para o João Pereira, que teve uma falha e deu golo. Estão todos a cair em cima do internacional português, injustamente creio eu, pois desde que chegou está a crescer. Na primeira parte Jefferson também teve várias falhas e uma não deu golo porque estava lá Patrício. 

Passámos. O prestigio e os euros já não nos tiram, e se me permitem eu tenho um pedido. Foco no campeonato. Tal como o mister disse na zona das entrevistas rápidas, primeiro precisamos de recuperar o nosso lugar em Portugal e posteriormente fazer história na Europa. Vamos manter os pés na terra e fazer o nosso caminho para conseguir o objectivo, ser campeão. 

Para terminar, e apesar dos meus amigos preferirem o Liverpool, eu tenho um desejo. Não fui eu que preferi deixar fora Paulo Oliveira para jogar Naby Sarr, tal como não fui que repetidamente deixei ficar o Nani em detrimento do Carrillo levando os adeptos para o caminho da loucura. No final da temporada passada vencemos a Taça de Portugal, a qual festejei e agradeço, mas eu não me esqueço de outras coisas. Venha o Olympiacos. 


Saudações Leoninas



  

Sem comentários:

Enviar um comentário