1906

1906

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Um pensamento

Numa conversa surgiu esta frase:

- "nos últimos cinquenta anos fomos campeões sete vezes!".

Confesso que não liguei, mas fiquei com a ideia na cabeça e fui consultar. Confirma-se, vencemos em:

- 65/66;
- 69/70;
- 73/74;
- 79/80;
- 81/82;
- 99/00;
- 01/02.

Continuando com os números, a nossa média de campeonatos é de aproximadamente a cada sete anos. Sobraram quarenta três campeonatos, um para o Boavista, vinte para o Benfica e vinte e dois para o Porto. 

Qual é o meu objectivo? Fazer-vos pensar. Já repararam que os principais rivais conquistaram praticamente três vezes mais o troféu principal? Podem-me explicar o que se passou?

Eu, as pessoas que estão a ler e todos os outros sportinguistas temos responsabilidade. Ora em más escolhas para os nossos representantes, defendemos o ecletismo mas deixámos cair um pavilhão e depois ainda nos perguntamos o que aconteceu quando tudo se foi perdendo. 

Acredito que nem todos os que cometeram erros o fizeram propositadamente, provavelmente tentaram o melhor para o clube que defendiam. Ou então estou aqui a escrever de forma muito inocente, sem querer admitir que possam ter utilizado a instituição em proveito próprio.    

Tenho muita curiosidade na auditoria, tal como quero saber os mais variados motivos para o despedimento do Marco Silva e quanto custa a próxima época. 

Nestes últimos dias aparecem os anteriores lideres e respectivos assessores a falar, e não dizem nada. Insultos fáceis e ataques pessoais são o argumento. O nosso actual presidente também não se fica, respondendo, e provoca uma sessão de lavagem de roupa suja, nunca antes vista. 

Ainda ontem Godinho Lopes foi falar na RTP, pela segunda vez, e já o presidente respondeu. 

Faço um apelo, aos do passado que permaneçam por lá e respondam quando forem solicitados. Já conhecemos os resultados desportivos e os financeiros em breve estarão mais detalhados, nessa altura poderemos conversar com quem tiver responsabilidades. Ao actual presidente peço que segure esse sangue fervoroso e não passe a vida a dar respostas a tudo e todos, com algumas excepções de seu nome José Eduardo, porque como se costuma dizer, pela boca morre o peixe. 


Gostava que o nosso clube tivesse uns dias tranquilos, sem grandes conversas e com muito menos ataques. Eu sei que as ideias são bem diferentes, mas deve imperar o respeito por quem manda. Agora é a vez do Sporting com as ideias do Bruno de Carvalho e continuamos todos leões. 

Eu estou do lado do presidente com este all in. Apostar tudo em Jesus é dizer que quer ser campeão. Provavelmente também fez as contas dos campeonatos e percebeu que isto não são números para um "grande". 

Como já disse anteriormente noutros textos, e agora usando outro exemplo, vamos deixar de ser hienas e voltar a ser leões. Bom feriado.




Saudações Leoninas  




Sem comentários:

Enviar um comentário