1906

1906

quarta-feira, 25 de março de 2015

Incoerentes e um pouco parvos também

Porque é que eu tento? No final da época vou ficar fechado para não ter de ouvir parvoíces.

Aliás, porque é que eu insisto em falar com leitores do Record?

Uma coisa é ouvir o anormal, e eu nem ligo, outra coisa são as pessoas que me rodeiam fechar os olhos.

O meu treinador, apesar de eu achar que ele é um pouco medroso, tenta ser coerente. Não é a falar de árbitros que se ganha jogos. É no campo.

A conversa do "colo"  é para os adeptos, e fico aborrecido quando converso com pessoas que apenas debitam o que ouvem ou conseguem ler.

Não há opinião?

Ainda pior, é quando TODOS estão a ver o que acontece e simplesmente deixam passar. Posso perdoar a nossa fraca comunicação social, os "João Gabriel" desta vida, mas as pessoas que me rodeiam não.

Chamem papagaio ao nosso presidente, eu também não sou cego. Ele abusa e erra, e eu não fico calado seja qual for o resultado em campo.

Já outros adeptos, a opinião muda dependendo do minuto de jogo. Não sejam ridículos, pelo menos quando falam comigo.

Aos que querem ver a verdade, obrigado por conversarem comigo. Marcam a diferença.

Para os adeptos do meu clube, o assunto da polémica é o número 77.

O Nani é o nosso melhor jogador? Sim.

O mais experiente? Sim.

As exibições estão a corresponder? Não.

E alguns leões devem estar com o mesmo problema do Marco Silva. Já no último o Carrillo foi substituído e o português ficou em campo.

Não se o que se passa, mas devia ser resolvido rapidamente.

  Saudações Leoninas

2 comentários:

  1. Parece-me evidente que o Nani que voltou da lesão em Janeiro não é o mesmo que chegou em Agosto ao Sporting.

    Acho que não lhe fazia mal nenhum se substituído de vez em quando, mas não creio que isso não aconteça por o Marco Silva ser medroso, mas apenas porque entende que o Nani acrescenta mais alguma coisa à equipa para além do futebol.

    Não sei se é assim ou não, mas de uma coisa tenho a certeza: os assobios ao Nani são das coisas mais estúpidas que tenho visto em Alvalade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Alvalade não tenho ouço assobios ao Nani. Antes pelo contrário, e ele não corresponde.

      Eliminar