1906

1906

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mais entrevistas na Sporting TV

Parece que passámos dos comunicados a entrevistas na Sporting TV. Confesso é que fiquei confuso porque existiram alturas em que me confundi com o presidente, com o adepto e com o comentador desportivo. 

A explicação dos quinze milhões em onze jogadores foi dada. Se fossemos em busca de jogadores com mais experiência, o dinheiro não chegava para os ordenados. Aqui eu não tinha dúvidas, mas não sei é se podemos admitir a candidatura ao titulo.  

Compreendo também toda a necessidade de tudo explicar e tentar juntar as tropas, passando a imagem que toda a estrutura está unida e continua a trabalhar para ultrapassar este mau momento. 

Sinceramente, esta entrevista pareceu-me mais uma espécie de justificação sobre as decisões pessoais e menos sobre o momento do clube. 

O senhor presidente admitiu que a equipa treme em momentos de jogo e que isso torna com que as coisas corram menos bem. Diz também que ainda não viu um jogo em que o Sporting não tivesse passado uma boa imagem e mantém o objectivo campeonato, desmentido todas as teorias que apontam a causa do nervosismo da equipa a esta pressão.

Respondeu ainda a Dias Ferreira e Manuel Fernandes. Acho muito estranho este tipo de entrevistas para responder a sócios, adeptos ou ex-jogadores, e achei especialmente de mau gosto o ataque a Manuel Fernandes. Foi um abuso e eu como sportinguista fiquei bastante desiludido. Nós estamos todos a ficar impacientes com tantos anos sem vencer e com futebol miserável e é normal exigir resultados. 

Esta entrevista foi ridícula. O caminho que anda a ser tomado não me parece o melhor, porque eu não posso ouvir o presidente criticar contratações anteriores que não resultaram quando também já tem nas suas costas vários nomes. Se quer falar de Boulahrouz e de Pranjic não se pode esquecer do Magrão, Welder, Geraldes e a anedota Shikabala.

Senhor presidente, Bruno de Carvalho, espero mesmo que o sucesso apareça rapidamente ou então que se diga a verdade e precisamos de mais um ou dois mandatos para que se consolide todos os pilares para nessa altura ser possível levantar troféus. 

Vou fazer um pedido. Se no futuro é para dar este tipo de entrevistas, guarde para si. Algumas destas coisas geram polémicas desnecessárias.


Não sei se estou confuso ou desiludido. Não gostei e não concordo com este tipo de comunicação. Que dá próxima vez seja para acrescentar algo. 


Saudações Leoninas

4 comentários:

  1. Quando me descobri sportinguista eram o Jordão e o Manuel Fernandes quem marcavam os golos que eu depois imitava com os meus amigos.
    Ouvir o que o presidente disse hoje em mais uma Conversa em Família naquela espécie de Pravda em formato TV enojou-me.
    Alguém lhe explique que nunca nenhum miúdo há-de escolher ser do Sporting por causa do seu presidente. São os ídolos que moldam as paixões quando elas começam a despontar. E o que BdC fez hoje foi esfaquear a minha infância. Não lho admito!

    ResponderEliminar
  2. Respondeu ainda a Dias Ferreira e Manuel Fernandes. Acho muito estranho este tipo de entrevistas para responder a sócios, adeptos ou ex-jogadores, e achei especialmente de mau gosto o ataque a Manuel Fernandes. Foi um abuso e eu como sportinguista fiquei bastante desiludido. Nós estamos todos a ficar impacientes com tantos anos sem vencer e com futebol miserável e é normal exigir resultados.

    A sério? Um absuso responder a Manuel Fernandes? Tem-no ouvido, pelo menos?

    Haja bom-senso entre discernir o MF adepto do MF ex-jogador símbolo do SCP. Eu ainda me lembro dele recomendar o Carlão ao SCP. O Carlão, dear God!....

    ResponderEliminar
  3. Mas o Carlão não veio. E o Manuel também já foi maltratado em 2001 depois do espectáculo Duque/Inácio.

    E não me parece que em relação ao Maribor ser o mais fraco, esteja errado. SL

    ResponderEliminar